Oração


Oração é um ato religioso que visa ativar uma ligação, uma conversa, um pedido, um agradecimento, uma manifestação de reconhecimento ou ainda um ato de louvor diante de um ser transcendente ou divino. Segundo os diferentes credos religiosos, a oração pode ser individual ou comunitária e ser feita em público ou em particular, e pode envolver o uso de palavras ou música. Quando a linguagem é usada, a oração pode assumir a forma de um hino, encantamento, declaração de credo formal, ou uma expressão espontânea, da pessoa fazendo a oração. Existem, segundo as crenças, diferentes formas de oração, como a de súplica ou de agradecimento, de adoração/louvor e etc; e da mesma forma, consoante a crença a oração pode ser dirigida a um deus, espírito, pessoa falecida, ou a uma ideia, com os diversos propósitos, sendo que as pessoas rezam em benefício próprio, ou para o bem dos outros; ou ainda pela consecução de um determinado objetivo.

A maioria das religiões envolvem momentos de oração. Alguns criam ritos especiais para cada tipo de oração, exigindo o cumprimento de uma sequência estrita de ações ou colocando uma restrição naquilo que é permitido rezar; enquanto outros ensinam que a oração pode ser praticada por qualquer pessoa espontaneamente a qualquer momento.

As pesquisas científicas sobre o uso da oração estudam na sua maioria o efeito dela sobre a cicatrização de feridas ou doenças. A eficácia da oração para a cura física por meio de uma divindade tem sido avaliada em diversos estudos, com resultados satisfatórios.


Oração no Antigo e Novo Testamentos


No Antigo Testamento, a oração já estava presente, como por exemplo, nos vários episódios importantes de personagens bíblicos (nomeadamente de Abraão, Moisés, David, Isaías, etc.) e do próprio povo de Deus, sendo os salmos um exemplo da sua expressão. Já no Novo Testamento, Jesus, apesar de estar em íntima comunhão com Deus Pai, é considerado o perfeito modelo e mestre de oração, "rezando ao Pai em longas vigílias e em momentos decisivos da sua vida, desde o batismo no Jordão à morte no Calvário".

Jesus, para além de ensinar o Pai-Nosso (considerado a síntese do Evangelho e, por isso, a oração mais perfeita e mais carregada de significado), ensinou também "os discípulos a rezar devota e persistentemente",transmitindo-lhes "as disposições requeridas para uma verdadeira oração".



Jesus garantiu-lhes também "que seriam ouvidos sempre que rezassem bem",porque a oração humana "está unida à de Jesus mediante a fé. N’Ele, a oração cristã torna-se comunhão de amor com o Pai". Aliás, é o próprio Jesus que manda rezar: "«Pedi e recebereis, assim a vossa alegria será completa» (Jo 16,24);


Algumas citações bíblicas

Oramos ao Pai em nome de Cristo (Jo. 14:13–14; 16:23–24).
Podemos realmente orar em nome de Cristo se os nossos desejos forem os dele (Jo. 15:7).
Não Usando repetições que são vãs (Mt 6:7)
Algumas orações deixam de ser respondidas porque de forma alguma representam a vontade de Cristo, mas, sim, emanam do egoísmo humano (Tg. 4:3).
Pedi,e dar-se-vos-á; buscai e achareis;batei e abrir-se-vos-á. (Mateus.7:7).
E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios;porque presumem que pelo seu muito falar serão ouvidos. (Mateus.6:7).




Caminhada de oração

Uma caminhada de oração é uma atividade que consiste em caminhar e orar (ou rezar) em simultâneo. É feita não pelo benefício físico mas pelo exercício espiritual, seja funcionando como uma manifestação pública (para dar o evento a conhecer a outras pessoas), ou em silêncio, à vista do motivo de oração: por exemplo, uma pessoa ou grupo pode estar a orar por uma cidade ou bairro, e percorrer as ruas enquanto ora, em voz alta ou em silêncio.











Nenhum comentário: